Repetidora

Repetidora

terça-feira, 14 de junho de 2011

PATRULHA DA MADRUGADA / PATRULHA DO MEIO - DIA

RADIOAMADORISMO DE SERVIÇO
Para entendermos melhor as razões que provocaram o surgimento da "PATRULHA DA MADRUGADA" e, posteriormente, da "PATRULHA DO MEIO-DIA", temos que nos deslocar para três décadas passadas.
Àquela época, no final da década de 60, o radioamadorismo já tinha em mãos equipamentos confiáveis. Embora fossem muitos os importados, a grande maioria ainda era montada por radioamadores adeptos do "ferro de soldar", com grande sacrifício para aquisição de peças, componentes, válvulas, etc.
Por outro lado, os sistemas de comunicação tais como: telefone, telégrafo e correio, estavam engatinhando, com elevado índice de deficiência. Podemos avaliar que nas regiões mais desenvolvidas do país, 70% das cidades não dispunham de telefone. Correio apenas quando as estradas permitiam ou passava o trem. Jornais? Quando chegavam era com dias de atraso.
Mas as necessidades de comunicação eram permanentes e independiam da tecnologia. Como receber ou enviar notícias aos parentes e amigos? Como encontrar um remédio urgente e dezenas de outras necessidades do dia a dia?
O radioamador era, certamente, a pessoa "mais importante e mais necessária" em centenas de cidades do interior como: notícias em geral, informações diversas, pedidos de socorro, remédios, notícias de falecimento, etc.
Entretanto, conforme lembra nosso colega Rinaldo Chimenti - PY2-ETT, os radioamadores perdiam horas e até dias, para encontrar outro colega que pudesse dar a informação, ou receber um pedido de busca ou tantos outros serviços de que necessitavam e/ou deveriam ser prestados, já que havia uma grande dispersão de radioamadores nas freqüências e nos horários de operação.
Surgiu então a idéia: por que não juntarmos em uma freqüência e num horário específico, todos os "QTCs " e radioamadores dispostos a colaborar para solução dos mesmos.
Surgiu a "PATRULHA DA MADRUGADA", em 17 de março de 1969, por sugestão de nosso colega Rinaldo Chimenti - PY2-ETT, com imediato apoio de PY2-EUI; PY2-EWB e PY9-JS, com a primeira transmissão nesse dia, às 23h.
A "PATRULHA" estaria no ar, entre 23h e 01h, na freqüência de 7055 kHz, diariamente, todo o ano. Seu funcionamento, como relatou Rinaldo Chimenti, seria específico para tráfego de emergência, com um comandante diferente a cada dia da semana, não atendendo pedidos de reportagem de sinal - câmbio entre partes apenas com a autorização do comando - os cumprimentos deveriam ser rápidos e quando houvesse a necessidade de um QSO mais longo, os colegas fariam QSY, para não perturbar ou truncar a continuidade da "Patrulha".
Em 17 de março do ano seguinte, realizou-se a primeira convenção da "PATRULHA DA MADRUGADA", na cidade de São Paulo, comemorando seu 1º aniversário, onde compareceram 497 radioamadores, vindos das nove regiões brasileiras. Especialmente, os radioamadores do Rio de Janeiro fretaram 02 ônibus, levando assim um expressivo contingente de radioamadores a essa festa.
Posteriormente, mudou-se o horário para funcionar das 22h às 24h.
Como em 40 metros o horário noturno tem uma propagação bastante ruim e sofre grandes interferências, à época Rinaldo Chimenti resolveu fundar uma outra patrulha para funcionar durante o dia.
Assim, em 17 de agosto de 1974 ocorreu a primeira transmissão da "PATRULHA DO MEIO - DIA", operando entre 12h e 13h, na freqüência de 7055 kHz, com os primeiros comandos a cargo dos radioamadores Coelho - PY1-DXC e Pinheiro Machado - PY1-KJ, sendo que as "normas de operação" seriam as mesmas da PATRULHA DA MADRUGADA que, nessa época, já estava operando em 7080 kHz.
Essa freqüência e esse horário permanecem até hoje, com uma excepcional folha de serviços prestados e a história da PATRULHA DA MADRUGADA, que conta com 38 anos de existência e a PATRULHA DO MEIO - DIA, com quase 33 anos de prestação de serviços, estão gravados nos milhares de log's editados por seus coordenadores.
Dezenas de radioamadores coordenaram e coordenam a PATRULHA DA MADRUGADA e a PATRULHA DO MEIO - DIA, nessas três décadas. Muitos já faleceram, mas seus nomes e de todos os outros continuam gravados na história do radioamadorismo e na memória de tantos que por elas foram servidos. Tentando recuperar essa memória publicamos a relação dos pioneiros e dos seus sucessores. Qualquer atualização, que nos seja informada, será muito bem recebida, pois não queremos cometer injustiças.


Comandar a PATRULHA é, acima de tudo, motivo da maior satisfação e orgulho.
Participar da Patrulha é colocar-se a serviço da comunidade.
PATRULHA DO MEIO - DIA,
radioamadorismo de serviço, 34 anos no ar, todos os dias
fonte:patrulha do meio dia