Repetidora

Repetidora

sexta-feira, 30 de maio de 2014

LABRE divulga quem fez as 27 estações ZZ80


Abaixo segue a relação dos indicativos que, de acordo com o cruzamento dos logs das 27 estações ZZ80, mantiveram pelo menos um QSO com todas as estações comemorativas, ao qual pedimos dar divulgação.
Esta relação poderá ser alterada, pois ainda estamos analisando casos de colegas que enviaram seus relatórios contendo QSO com todas as 27 ZZ80 e, no entanto, não aparecem na listagem produto do cruzamento dos logs.
Para os constantes na relação o diploma WAB, série especial LABRE 80 Anos, será emitido ainda esta semana. 

Para os casos em análise, verificaremos se houve engano na anotação de QSO (exemplo: dados do QSO conferem mas o indicativo difere em algum caracter). Se constatada a possibilidade de engano do operador de ZZ80 o QSO será considerado e o WAB emitido. Caso não conste do log e nada indique ter havido engano, o QSO não será validado e o requerente não receberá o WAB (normal), podendo aproveitar os QSO para requerer o diploma, completando o log com QSO de outra ocasião.
AF2D, CE2LS, CT1EGW, CT1ELF, CU3AC, KA2EYH, KF2O, LU5VV, OK2PDE, PP2FRS, PP5BZ, PP5EJ, PP5JD, PP5NS, PP5ZP, PR7FB, PS7LN, PS7NN, PS8AB, PS8ET, PT2AP, PT2AW, PT2MAF, PT7YV, PT9ZE, PU2FTJ, PU2KNM, PU5AGM, PU5UAI, PY1KN, PY1MT, PY1NS, PY1RBM, PY1RK, PY1SX, PY1TR, PY1TV, PY1WX, PY1ZV, PY2BI, PY2BIP, PY2CM, PY2COY, PY2EW, PY2FN, PY2GG, PY2HG, PY2HZ, PY2IU, PY2KC, PY2MR, PY2RJ, PY2VA, PY2WND, PY2XZ, PY2YP, PY3DWL, PY3OL, PY3OZ, PY3YD, PY4DK, PY4EP, PY4OY, PY4TJ, PY5BT, PY5CZ, PY5DD, PY5EW, PY5JAP, PY5SP, PY5XH, PY5ZW, PY7BAT, PY7ZZ, PY8FML.
73
Orlando .·. PT2OP
Diretor Executivo da LABRE

domingo, 25 de maio de 2014

Repetidora PY4-RLA 145390 Serra de Ouro Branco-MG



O Grupo de Radioamadores da cidade de Ouro Branco, (GROB) comunica que neste último final de semana foi feito ajustes em sua repetidora a PY4-RLA  frequência de 145390, sendo assim pede-se aos radioamadores que façam testes no repetidor,para reportar sobre a chegada do repetidor em seu QTH, para que todos possam fazer bons contatos.

O grupo de radioamadores do Campo das Vertentes parabeniza a todos os envolvidos neste projeto, fazendo com que o radioamadorismo no interior de Minas seja destaque.

sábado, 24 de maio de 2014

LABRE visita ITA e INPE

satélite Dove-OSCAR-17

Radioamadores difundiram a vocação experimental do serviço e importância da gestão de frequências dos satélites
A LABRE, por intermédio do GDE, Grupo ad-hoc de Gestão e Defesa Espectral, realizou no dia 09 de maio de 2014 uma visita ao Instituto Tecnológico de Aeronáutica - ITA, e ao Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais - INPE, em São José dos Campos, no interior de São Paulo.
Os radioamadores Edson W. R. Pereira, PY2SDR; Adinei Brochi, PY2ADN e João Roberto S. G Ferreira, PY2JF; foram recebidos pelo Prof. Dr. Douglas Soares, PY2DGS (ex-presidente da LABRE-SP), pelo mestrando do INPE Cléber Hoffmann (representando o projeto AESP-14) e pela doutoranda do ITA Lídia Hissae Shibuya (representando o satélite ITASAT).
Pela manhã foi realizada reunião sobre os aspectos técnicos dos satélites AESP-14 e ITASAT. Pela tarde Edson, PY2SDR, realizou uma palestra descrevendo o que é o Serviço de Radioamador, seus objetivos, os campos de atividades, a vocação experimental, a organização social e representativa dos radioamadores, a configuração jurídica nacional e internacional.
Edson explicou aos presentes o processo e importância da coordenação de freqüências através da IARU, a União Internacional dos Radioamadores, quando as comunicações empregadas por satélites educacionais e experimentais ocorrem em frequências alocadas ao Serviço de Satélite Radioamador. Edson também frisou a relevância dos licenciamentos das estações - tanto satelitais como terrestres - perante a Anatel, com um radioamador responsável classe A. A divulgação das frequências, modulações, protocolos e formatos de telemetria também foram lembrados como requisitos da IARU.
A LABRE/GDE está organizando um grupo de trabalho interno para auxiliar os núcleos de pesquisa e desenvolvimento de satélites na integração dos projetos com a IARU e o radioamadorismo. Para contatos e outras informações escreva para contato@radioamadores.org ou visite http://www.radioamadores.org
Os radioamadores estão entre as comunidades experimentais precursoras das comunicações satelitais. Desde a década de 1960 as associações nacionais radioamadoras (e posteriormente a AMSAT, Amateur Satellite Corporation), em parceria com as agências espaciais e instituições militares, desenvolvem a série de satélites OSCAR (Orbiting Satellite Carrying Amateur Radio). O Brasil em 1990 participou do projeto através do satélite Dove-OSCAR-17. Atualmente as parcerias se ampliaram às instituições educacionais e o desenvolvimento dos cubesats.
A visita da LABRE ao ITA e INPE foi acompanhada pela equipe do CRAM, Clube de Radioamadores de Americana. A LABRE e o CRAM também estão envolvidos com comunicações experimentais por meio de balões estratosféricos, com apoio do IPMet, o Instituto de Pesquisas Meteorológicas da Unesp, Universidade Estadual Paulista, no projeto Ícaro (Introdução ao Conhecimento da Atmosfera pelos RadiOamadores).



fonte:LABRE/GDE, maio de 2014

sexta-feira, 23 de maio de 2014

Sistema de Monitoramento da IARU no Brasil


 A LABRE, Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão, através do GDE, Grupo ad-hoc de Gestão e Defesa Espectral, reabriu para o período compreendido entre os dias 21 de maio e 21 de junho de 2014 os formulários referentes ao Sistema de Monitoramento da IARU no Brasil (International Amateur Radio Union - Monitoring System).
A ação tem como objetivo possibilitar que os radioamadores informem sobre ocupação espectral irregular encontrada nas bandas de radioamador, especialmente a respeito de estações de outros serviços que invadem o espectro através de operações clandestinas, provocando interferências prejudiciais.
As informações deverão ser apenas referentes às manifestações encontradas nas faixas outorgadas para o Serviço de Radioamador pela Anatel, Agência Nacional de Telecomunicações.
Os logs poderão ser compartilhados institucionalmente com a IARU e autoridades competentes, especialmente as reportagens com maior volume e precisão de dados. A identidade do escuta será preservada.
Pela primeira vez o formulário também estará em inglês para atender informações concedidas por radioamadores estrangeiros que operarão no Brasil durante a Copa do Mundo, ou receber reportagens vindas do exterior sobre interferências provocadas por estações clandestinas brasileiras em HF. São também esperadas informações de outras entidades membro da IARU.
O Sistema de Monitoramento da IARU é uma tradicional rede de radioescutas presente em diversos países através das entidades membro da IARU, em integração com outras estações monitoras e serviços congêneres.

Para acessar o formulário e colaborar com informações, visite: http://www.radioamadores.org/interativo/interativo.htm

fonte:LABRE/GDE

terça-feira, 20 de maio de 2014

CONCURSO BATALHA NAVAL DO RIACHUELO – 2014




GRÊMIO DE COMUNICAÇÕES - GCEN 

FINALIDADE
Este concurso é realizado anualmente no mês de Junho pelo Grêmio de
Comunicações da Escola Naval, tendo como objetivo a confraternização e o
adestramento de comunicações dos Aspirantes do Grêmio entre os
Radioamadores e homenageando-se o aniversário da Batalha Naval do
Riachuelo.

HISTÓRICO
Aos 11 de Junho de 1865, no Rio Paraná, próximo a confluência do Arroio
Riachuelo, foi travada a mais importante batalha naval da campanha contra o
Paraguai.
As chatas paraguaias adequavam-se à guerra fluvial por serem menores e
mais rápidas que os navios de nossa esquadra. O Almirante Barroso a bordo
da Fragata Amazonas, comandava a esquadra brasileira e, percebendo as
suas desvantagens, ordenou que seu navio investisse a proa sobre, as
canhoneiras inimigas, obtendo assim a vitória, com a qual deteve o domínio
fluvial em todo o decorrer da campanha, garantido o apoio tático e logístico às
operações terrestres e impedindo que os inimigos fornecessem tal apoio fluvial
às suas tropas.
A Esquadra Imperial perdeu a Corveta Jequitinhonha e 104 homens, dentre os
quais Marcílio Dias e Greenhalgh, todos com elevado senso de dever e amor a
Pátria.
"O BRASIL ESPERA QUE CADA UM CUMPRA SEU DEVER" - Foi o sinal
disseminado por Barroso aos seus comandos e que ainda, hoje permanece
vivo na lembrança de todos os marinheiros. É com este espírito que a Marinha
do Brasil cumpre o seu dever de participar na garantia de soberania de nossa
Pátria.



DATAS E HORÁRIOS 

· CW 18h00 PT2 de 30/MAIO/2014 ás 17h59 PT2 de 31/MAIO/2014
 21h00 UTC de Sexta às 20h59 UTC de Sábado

· FONIA 18h00 PT2 de 31/MAIO/2014 ás 17h59 PT2 de 01/JUNHO/2014
 21h00 UTC de Sábado às 20h59 UTC de Domingo

 FAIXAS 
Serão realizados nas faixas de 80, 40, 20, 15 e 10 metros.
>> Não serão aceitos contatos simultâneos em faixas diferentes << 

CATEGORIAS
ü Operador Único – Classes: A, B, C.
ü Radioamadoras (YL)
ü Clubes, Associações e Estações Multi-operadores (Grupos)
ü QRP (até 5 Watts de saída)
ü Estações Militares (OM e Radioamador Militar)

CHAMADA
§ CW: CQ CBR
§ FONIA: CQ RIACHUELO

MENSAGENS
v Operador Único – Classes A, B, C. RS (T) + UF
v Radioamadoras (YL) RS (T) + YL
v Clubes, Associações e Estações Multi-Operadores RS (T) + UF
v QRP – RST + QRP
v Estações Militares RS (T) + MIL.

PONTUAÇÃO
Contato com a estação coordenadora PY1BJN: 10 Pontos
Contato com estações militares: 05 Pontos
Contato com estações QRP: 03 Pontos
Demais estações: 02 Pontos
A pontuação final é obtida pela soma dos pontos de todas as bandas X Ufs de
todas as bandas.



 MULTIPLICADORES
Os diferentes estados (UF) Brasileiros comunicados por banda.
Estado UF Estado UF
Acre AC Alagoas AL
Amapá AP Amazonas AM
Bahia BA Ceará CE
Brasília DF Espírito Santo ES
Goiás GO Maranhão MA
Mato Grosso MT Mato Grosso do Sul MS
Minas Gerais MG Pará PA
Paraíba PB Paraná PR
Pernambuco PE Piauí PI
Rio de Janeiro RJ Rio Grande do Norte RN
Rio Grande do Sul RS Rondônia RO
Roraima RR Santa Catarina SC
São Paulo SP Sergipe SE
Tocantins TO Ilhas Oceânicas IO

PRÊMIOS
Ø CW - ao 1º, 2º e 3º colocado por categoria
Ø FONIA: ao 1º, 2º e 3º colocado por categoria.
Só haverá troféus para os 3 primeiros, mediante a participação de no mínimo, 5
estações por categoria. Os demais participantes receberão o diploma de
participação oferecido pelo Grêmio de Comunicações.

LOGS e RESULTADOS
>>Só será aceito LOG no formato CABRILLO, devendo ser utilizado “log type”
CVADXCW (para CW) e CVADXSSB (para SSB).
Utilizem o software: N1MM, pois não tem bugs, e está sempre com diversas
atualizações. Não escreva no arquivo CABRILLO nem altere suas
configurações originais. Será considerada „‟estação Militar‟‟ a operada de
dentro de uma OM ou que tenha seu operador um Militar. No programa N1MM
todos os contatos devem ser lançado seguindo o horário UTC (GMT).

 O log somente será recebido através do e-mail, até o 30º dias após o término
do concurso. Pelo endereço: concurso@gcen.org.br O resultado será
divulgado no site: http://www.gcen.org.br, após o término das apurações.
Por favor, no corpo do e-mail com o log, deve constar o endereço completo de
correspondência da estação, para envio dos prêmios. Caso o agraciado não
compareça no dia da entrega, e não envie o endereço por e-mail, nos
desobriga do envio dos prêmios. Assim sendo, o prêmio deverá ser retirado na
Escola Naval.

fonte: http://www.gcen.org.br/

domingo, 18 de maio de 2014

Papel de um verdadeiro radioamador.


quarta-feira, 14 de maio de 2014

A Compatibilidade Eletromagnética nas radiocomunicações e o papel das normas.

João Saad Júnior, PY1DPU

As radiocomunicações iniciaram-se de forma mais intensa no início do Século XX e desempenharam um papel fundamental no curso da humanidade. A sua importância pode ser avaliada pela iniciativa dos governos em regular este recurso desde os primórdios de seu desenvolvimento, de forma a garantir o pleno uso em prol da sociedade. Esta necessidade regulatória tornou-se internacional devido a possibilidade de interferência entre diferentes sistemas de radiocomunicações próximos ou distantes, não respeitando fronteiras, uma vez que todos os equipamentos de rádio (ou TV) usam os mesmos princípios físicos de emissão e recepção de sinais através das ondas eletromagnéticas (ou “hertzianas”). Estas ondas eletromagnéticas são geradas pelas correntes elétricas na transmissão, e induzem um sinal elétrico nas antenas receptoras.

Por conta da natureza das radiocomunicações e devido à capacidade das descargas atmosféricas também gerarem ondas eletromagnéticas, as primeiras podem ser naturalmente interferidas por fenômenos elétricos atmosféricos. Trata-se da interferência conhecida como “estática” (QRN) que pode aparecer na recepção a partir das condições atmosféricas, mas também variando em função da faixa de freqüências, hora do dia e época do ano. O homem aprendeu a conviver com este fenômeno que, eventualmente pode prejudicar a qualidade das comunicações.

Nas últimas quatro décadas, testemunhamos um forte e crescente desenvolvimento das telecomunicações através das micro-ondas em enlaces terrestres ou via satelitais, além do surgimento de alternativas às comunicações hertzianas, como as transmissões a cabo ou via fibras óticas. Estas modalidades naturalmente resolvem grande parte dos problemas de interferência. Entretanto, o desenvolvimento da eletrônica foi também vertiginoso em outras áreas, como computação, controle de máquinas e processos, e ainda na área médica, do diagnóstico ao suporte à vida.

Ocorre que a eletrônica necessária para estas funções também utiliza correntes elétricas em circuitos que podem atuar como antenas transmissoras de sinais eletromagnéticos indesejados em uma vasta gama de frequências, dependendo de como seja feito o projeto e a instalação dos circuitos. Por sua vez, estas emissões espúrias de ondas eletromagnéticas podem ser captadas por receptores de radiocomunicações sob a forma de interferências (QRM) a prejudicar ou anular as recepções dos sinais desejados. Estas mesmas emissões espúrias também têm o potencial de gerar sinais interferentes em circuitos eletrônicos de sistemas de não comunicação, como os computadores ou controladores de máquinas e processos, com a conseqüente perturbação no funcionamento.

Observa-se, portanto, que regras de projeto devem ser estabelecidas para que os diversos sistemas eletroeletrônicos possam conviver sem se interferirem, ou seja, com compatibilidade eletromagnética. Assim, define-se Compatibilidade Eletromagnética (CEM) como a capacidade de um dispositivo, equipamento ou sistema funcionar adequadamente (ou seja, de acordo com suas características operacionais) no seu ambiente eletromagnético, sem impor perturbação intolerável a outros equipamentos, dispositivos ou sistemas. Resumindo, um equipamento não pode ser interferido, nem interferir!

A CEM é aplicada praticamente a todos os sistemas eletro-eletrônicos, pois eles têm que conviver entre si. Por isso é uma modalidade da engenharia eletrônica que transcende muito os problemas de telecomunicações.

Exemplos de problemas de CEM:

a) Interferências na recepção geradas por:

i) transmissores ou receptores desajustados;
ii) rede elétrica, (centelhamentos, descargas parciais, efeito corona);
iii) motores elétricos a escova, motores a explosão com ignição elétrica;
iv) fontes chaveadas de todas as espécies, principalmente aqueles que controlam potência (ex.: controladores de torque e velocidade de motores elétricos como em elevadores, os inversores e retificadores eletrônicos, muito utilizados em painéis solares e sistema de backup a bateria);
v) BPL (comunicações de dados via rede elétrica) etc;

b) Segurança de operação de sistemas informáticos (computadores, datacenters, processamento e armazenamentos “nas nuvens” etc), a nível residencial, comercial, industrial, principalmente causados por descargas atmosféricas, grande vilão de sistemas eletroeletrônicos q empregam cabos longos como os ligados à própria rede elétrica, linhas telefônicas c/ fio etc;

c) Segurança de operação de aeronaves e embarcações;

d) Sistemas eletromédicos e de suporte à vida;

e) sigilo eletrônico e segurança na área militar; etc.

Conclusão, a CEM é um parâmetro de qualidade de todo e qualquer equipamento eletro-eletrônico, absolutamente necessário para a garantia de desempenho das suas funções e, igualmente importante, das funções de todos os demais equipamentos presentes no ambiente. A CEM é uma atividade que transcende a área de telecomunicações, mas desempenha importante papel para a proteção do espectro radioelétrico necessário às radiocomunicações, preservando-o de poluições eletromagnéticas geradas por um crescente número de dispositivos eletro-eletrônicos, caso não atendam a padrões técnicos de qualidade.

Como garantir a CEM entre os dispositivos eletro-eletrônicos?

Através das normas de compatibilidade eletromagnética tanto para emissividade como para imunidade!

Se todos os dispositivos eletro-eletrônicos limitarem as suas emissões a níveis pré-determinados e suportarem estes níveis de emissões, haverá a CEM entre eles.

As normas de emissividade definem o máximo que um equipamento (ou dispositivo) pode radiar na forma de campos eletromagnéticos (emissividade radiada), ou inserir nos seus condutores na forma de tensão (emissividade conduzida), e são importantes para se manter o ambiente eletromagnético controlado.

Por sua vez, a imunidade dos equipamentos tanto ao campo eletromagnético gerado pelos demais (imunidade radiada) quanto às tensões presentes nos cabos (imunidade conduzida) como p. ex. na alimentação, deve ser alta o suficiente para que não sejam sensíveis aos ruídos gerados pelos equipamentos que atendem às normas. Assim, as normas definem um “divisor de águas” entre o nível de poluição aceitável gerada pelos dispositivos e a imunidade requerida aos mesmos.
Emissividade (conduzida e radiada)



Imunidade (conduzida e radiada)
A normalização internacional de EMC fundamenta-se nas publicações da IEC (International Electrotechnical Commission), que é um organismo normativo internacional voltado para a geração de normas de consenso global para equipamentos e dispositivos eletroeletrônicos. A IEC é a base para a geração das normas nacionais padronizadas, objetivando a qualidade do comércio internacional deste tipo de equipamentos e sistemas. A IEC dispõe de amplo conjunto de normas dedicadas à EMC, muitas das quais são adotadas pelo Brasil, ou são referência no processo de geração de normas brasileiras com a mesma finalidade.

Enfim, a CEM é um parâmetro de qualidade de todo e qualquer equipamento eletro-eletrônico, absolutamente necessário para a garantia de desempenho das suas funções e, igualmente importante, das funções de todos os demais equipamentos presentes no ambiente, sobretudo dos serviços de telecomunicações. Consequentemente, constitui-se em assunto de grande relevância não só para os Radioamadores, como para o Brasil.

Nota: Siglas mais usadas:
EMC: Electromagnetic Compatibility; CEM: Compatibilidade Eletromagnética;
RFI: Radio Frequency Interference; IRF: interferência de radiofrequência;
IE: Interferência Eletromagnética.

Fonte:http://www.radioamadores.org/

terça-feira, 13 de maio de 2014

Ato nº 4.926, de 29 de abril de 2014 - Conselho Diretor da ANATEL


O CONSELHO DIRETOR DA AGÊNCIA NACIONAL DE TELECOMUNICAÇÕES, no uso das atribuições que foram conferidas à Agência pelo art. 19 da Lei nº 9.472, de 16 de julho de 1997, e pelo art. 16 do Regulamento da Agência Nacional de Telecomunicações, aprovado pelo Decreto nº 2.338, de 7 de outubro de 1997,

CONSIDERANDO o disposto nos incisos IV e X do art. 19 da Lei nº 9.472, de 1997, que atribui à Anatel a competência para expedir normas quanto à outorga, prestação e fruição dos serviços de telecomunicações no regime público e expedir normas sobre prestação de serviços de telecomunicações no regime privado;

CONSIDERANDO a realização, no Brasil, dos jogos da Copa do Mundo de Futebol 2014, no período de 12 de junho a 13 de julho de 2014;

CONSIDERANDO que a Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE é a entidade reconhecida pelo Ministério das Comunicações como associação de radioamadores de âmbito nacional, nos termos da Portaria nº 498, de 6 de junho de 1975, publicada no DOU de 30 de junho de 1975, e reconhecida pela IARU (International Amateur Radio Union); CONSIDERANDO a necessidade de operacionalizar e dar celeridade ao procedimento de autorização de indicativos especiais para radioamadores brasileiros;

CONSIDERANDO os procedimentos adotados em relação à autorização para operação de radioamadores estrangeiros na África do Sul, durante a Copa do Mundo de Futebol de 2010; CONSIDERANDO o disposto no Regulamento do Serviço de Radioamador, aprovado pela Resolução nº 449, de 17 de novembro de 2006;

CONSIDERANDO o disposto no Processo nº 53500.003133/2014, resolve:

Art. 1º Estabelecer, em caráter excepcional, no período compreendido entre 1º de junho a 31 de agosto de 2014, as seguintes condições relativas ao Serviço de Radioamador:

I) autorizar a todo radioamador brasileiro que assim desejar operar no período de 12 de junho a 13 de julho de 2014 com indicativo especial formado por seu indicativo específico com a duplicação do algarismo, sem necessidade de envio de requerimento à Anatel e sem a incidência de taxas;

II) autorizar radioamadores estrangeiros, independentemente da existência de tratados de reciprocidade, a operarem estações no território brasileiro no período de 1º de junho a 31 de julho de 2014, observadas as normas vigentes no país, sem necessidade de envio de requerimento à Anatel e sem a incidência de taxas, mediante procedimento de controle a cargo da Liga de Amadores Brasileiros de Rádio Emissão - LABRE, entidade reconhecida pelo Ministério das Comunicações como associação de radioamadores de âmbito nacional e reconhecida pela IARU (International Amateur Radio Union), a qual manterá cópias do passaporte e da licença do país de origem, bem como relação dos locais previstos de operação, e demais informações à disposição da Anatel; e,

III) autorizar a todo radioamador brasileiro que assim desejar operar no período de 13 de julho a 31 de agosto de 2014 com indicativo especial formado por seu indicativo específico acrescido do algarismo 6, sem necessidade de envio de requerimento à Anatel e sem incidência de taxas, no caso do Brasil sagrar-se hexacampeão da Copa do Mundo de 2014.

Art. 2º Ficam mantidas as demais condições relativas ao Serviço de Radioamador estabelecidas na regulamentação vigente.

Art. 3º Este Ato entra em vigor na data de sua publicação.

Vejam o Ato publicado no DO no link abaixo (abrirá na página 62, para ver o restante mande ir para a página 63).

http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?data=08/05/2014&jornal=1&pagina=62&totalArquivos=84

sábado, 10 de maio de 2014

FELIZ DIA DAS MÃES.



FELIZ DIA DAS MÃES!!!

CHEIO DE PAZ, SÁUDE E PROSPERIDADE.

É O QUE O GRUPO DE RADIOAMADORES  CAMPO DAS VERTTENTES  DESEJA A TODAS AS MÃES.

quinta-feira, 8 de maio de 2014

CQ RJ VHF 2014.


FAÇA SUA INSCRIÇÃO CLICANDO NO LINK ABAIXO:
http://form.jotformz.com/form/40393119792661


VEJA O REGULAMENTO CLICANDO NO LINK ABAIXO:
http://www.labre-rj.org.br/qtc/REGULAMENTO%20FINAL%202014.pdf


CONFIRA AS ESTAÇÕES JÁ INSCRITAS CLICANDO NO LINK ABAIXO:
http://www.labre-rj.org.br/CQRJ.asp?not=26


O Grupo de radioamadores Campo das Vertentes parabeniza a Labre-RJ por mais um ano de realização do conteste vhf 2M, e deseja a todos os participantes bons contatos.

forte 73.

domingo, 4 de maio de 2014

12º Encontro de radioamadores de Juiz de Fora - MG

DIA - 31 de Maio de 2014.
LOCAL - SEST/SENAT
(mesmo local de 2009, 2010, 2011, 2012 e 2013).
ENDEREÇO - Av. Juiz de Fora,1500 bairro Granjas Betânia.
Fone: 32 3249-2247. Saída de Juiz de Fora para Ubá.
Próximo da faculdade UNIPAC.
INÍCIO - A partir das 8:00.

Você radioamador, PX e amantes do radioamadorismo venham participar conosco deste 12º encontro de confraternização de radioamadores, traga sua família, convide seus amigos e ajude-nos na divulgação do evento. O local é de fácil acesso, 90% da área do evento é coberta e conta ainda com um amplo estacionamento. O almoço Self Service será servido à partir das 12:00 no restaurante do Sest/Senat. Haverá no local a já tradicional feirinha de rádios e acessórios novos e usados. Traga os seus equipamentos! Além da confraternização teremos também sorteio de brindes, e outras atrações.

Estaremos dando apoio na repetidora de VHF de JF na freqüência de 146.850
Há várias linhas de ônibus que passam no centro da cidade e param em frente a entrada do Sest/Senat. Linhas - 1011 102, 150 Grama. Linhas - 100, 103, 105 Filgueiras. Linha - 106 Parque Independência. Linha - 109 Granjas Triunfo. Linha - 110 Recanto dos Lagos.
Hóteis mais próximos:
REAL HOTEL - Av. Rio Branco 1411 - Fone 32-3215-1666.    e-mail www.realhoteljtcom.br
MAXIM PLAZA HOTEL - Av. dos Andradas 366 - Fone 32-3215-5542.  e-mailwww.maxplaza.com.br

Outras informações sobre o encontro contactar

João Delmonte PY4 ACQ : e-mail: py4acq@yahoo.com.br
Benjamin Colucci PY4 ASA: ce-mail: py4asa@yahoo.com.br
Mário Wilson PY4 RY : e-mail: mario4ry@gmail.com

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Primeiro carregamento da história de petróleo do Ártico



Esta semana será marcada pelo primeiro carregamento da história de petróleo do Ártico, onde a russa Gazprom começou as atividades de perfuração no começo do ano. A petrolífera francesa Total que já havia se declarado contra a exploração de petróleo no Ártico, fechou negócio e aguarda chegada do carregamento hoje, dia 2 de maio.Em setembro de 2012, o presidente da Total, Christophe de Margeria, declarou em entrevista ao jornal inglês Financial Times que “o petróleo da Groenlândia (região que faz parte do Ártico) seria um desastre” e completou que um vazamento poderia arruinar a imagem da companhia.O Greenpeace classifica a negociação como uma grande hipocrisia por parte da empresa francesa, que se sente satisfeita em comprar petróleo cujos riscos de exploração recaem sobre outra petrolífera (no caso, a russa Gazprom).O nosso trabalho segue para impedir o avanço da exploração de petróleo na região ártica. Devido à hostilidade do ambiente, um vazamento pode ser irrecuperável, destruindo grande parte do bioma do Ártico.Precisamos da sua ajuda. Assine a petição que pede a criação de um santuário global no Ártico. É preciso proteger essa região, que desempenha um papel muito importante para o equilíbrio climático global.

Assine a petição

Seja um agente da mudança: Junte-se ao Greenpeace, a maior organização ambiental do mundo, e nos ajude a deixar um planeta mais limpo, seguro e justo para as próximas gerações.

Junte-se a nós

Juntos podemos mais!

Fabiana Alves
Coordenadora da Campanha Clima e Energia
Greenpeace Brasil