Repetidora

Repetidora

quarta-feira, 20 de agosto de 2014

"HOMENS DA TORRE"

Sineiros preservam tradição em São João del Rei (Foto: Marcus Martins/Arquivo pessoal)

O documentário “Homens da Torre”, de uma produtora de Juiz de Fora, estreiou nesta terça-feira última (19) no programa Sala de Notícias do Canal Futura. Ele mostra parte da cultura de São João del Rei, no Campo das Vertentes, com a narrativa do trabalho dos sineiros que dão vida aos sinos das igrejas históricas e preservam a tradição com mãos e ouvidos hábeis.
“Eles carregam essa função com amor, com paixão, com brilho nos olhos”, enfatizou o diretor Marcus Martins.

Os sinos tradicionalmente são conhecidos em São João del Rei por terem nome, serem batizados. Tema de diversas reportagens do G1, já foi abordado o combate, o caso do sino “assassino” e as cerimônias de batismo  que mostram as curiosidades da tradição daqueles que “falam” e transmitem mensagens de cunho religioso, na maioria.
Com cerca de 14 minutos, não há trilha sonora ao longo do documentário. A história é permeada pelos repiques dos sinos e por depoimentos de três ex-sineiros, três sineiros e um historiador.

As gravações ocorreram nos dias 14, 15 e 16 de junho. “São depoimentos vivos daqueles que preservam a tradição. Não tem locução, não tem repórter. O desafio é dar voz a eles. São eles por eles”, comentou Marcus.  Um violão também reproduz um dos repiques conhecido como “Senhora Morta“.
A dificuldade de manter a tradição, a alegria de desempenhar o ofício e como os sineiros aprenderam a função são contados no documentário. “O aprendizado é de observação, de escuta. Não tem cartilha. Só pode subir na torre e tocar o sino quando tiver maturidade para isso. O sineiro tem um respeito muito grande pelo sino. O sino é como uma entidade”, enfatizou o diretor.Selecionado pelo Canal Futura entre vários outros documentários do país, este foi o quarto trabalho consecutivo que a produtora juiz-forana conseguiu emplacar na emissora. Antes já haviam sido exibidos documentários sobre transtorno mental em Juiz de Fora; cavalgada em Lima Duarte; e sobre a tradição dos carros de boi em Ibertioga. “Participamos da seleção desde 2011. É bacana representar a região e contar nossas histórias”, concluiu Marcus Martins.
O documentário foi exibido nesta última terça-feira (19) às 21h30 e às 3h30 desta quarta-feira (20).

fonte: g1