Repetidora

Repetidora

Conceição da Barra de Minas-MG

Conceição da Barra de Minas é um município brasileiro do estado de Minas Gerais. Sua população recenseada em 2010 pelo IBGE foi de 3.961 habitantes.



Índice

  • 1 História
  • 2 Economia
  • 3 Festividades
  • 4 Como chegar
  • 5 Turismo
  • 6 Infraestrutura
  • 7 Bibliografia



                                                          
 História
A região onde hoje localiza o município foi desbravada pelo bandeirante Fernão Dias Paes, que à cata de esmeraldas, chegou até o lugar denominado Boa Vista. Lá se fixou, dando início aos trabalhos da pecuária e do amanho da terra, formando assim um pequeno núcleo populacional. Esta população, em meados de 1725, deu início os trabalhos de contrução da capela de Nossa Senhora da Conceição, em torno da qual surgiram as primeiras casas do atual município.
A história mais concreta deste município remonta ao século XVIII, quando o pequeno Arraial de Nossa Senhora da Conceição da Barra era apenas um ponto de passagem de viajantes vindos da região de São Paulo em direção a São João Del Rei e também a outras partes. Em 1825, o arraial foi elevado à condição de freguesia e em 1943, teve seu nome alterado para Cassiterita (nome ligado a extração de cassiterita, muito comum na região). Em 1962, a freguesia foi elevada à categoria de cidade.
Em plebiscito realizado em 1989, optou-se pelo antigo nome de Conceição da Barra, com o acréscimo da expressão “de Minas”, para diferenciá-la de um município homônimo do Estado do Espírito Santo.
Alguns casarões, a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário são marcos da memória do município. Além de pinturas e imagens, a Matriz conserva um bonito retábulo dedicado à padroeira, Nossa Senhora da Conceição.

 Economia

Atualmente, iniciativas voltadas para potencializar as tradições locais posicionam o município para o turismo. A tranquila Conceição da Barra de Minas vem fazendo de seu talento para o artesanato o seu grande cartão de visitas. Os ateliês instalados em diferentes pontos do município já despertam o interesse dos visitantes com uma variada produção de objetos utilitários e decorativos. Mais recentemente, uma oficina organizada por artistas plásticos levou aos adolescentes de Conceição da Barra de Minas a técnica do papel machê, permitindo-lhes encontrar novos horizontes nessa atividade de reciclar e transformar lixo em arte. A matéria-prima vem da usina de reciclagem de lixo do município.
A fabricação caseira de doces e licores é muito variada. Os licores possuem embalagens cuidadosas que lhes dão um toque especial. Encontram-se, ainda, ateliês diversos onde instrutores ensinam técnicas de trabalho em tear manual e técnicas de decoração de peças utilitárias e decorativas com mosaicos. Há também oficinas que trabalham com bambu, bordados, linhas e fibras, crochês e texturas entre outras.
Contudo a principal atividade econômica local gira em torno da agropecuária. Principalmente na pecuária leiteira. O município não possuí industria, por isso a principal fonte de renda de seus moradores vem da terra. Plantações de milho, feijão e principalmente do leite retirados nos inúmeros sitíos e fazendas das cidade.

 Festividades

O município também procura evidenciar alguns eventos já tradicionais. O carnaval, que acontece uma semana antes da data oficial, é uma alegria para os visitantes. Os Blocos de rua e as Escolas de Samba Preto e Branco e Verde e Amarelo garantem a festa. No período da Páscoa ha uma maravilhosa demonstração de fé, com a encenação dos passos de Cristo. Em junho, o “Arraiá do Bota-Ovo” e a Esposição Agropecuaria anima Conceição da Barra de Minas com quadrilhas, barraquinhas de comidas típicas e várias outras atrações. O curioso nome da festa do “Arraiá do Bota-Ovo” é uma homenagem à tradição dos moradores de ficarem de cócoras, no passeio das casas, para conversar e tomar sol. E em 8 de dezembro, acontece a Festa da Padroeira, com quermesses e apresentações musicais.

 Como chegar

Existem várias formas para chegar a Conceição da Barra de Minas.
Belo Horizonte - BR 040 sentido Rio de Janeiro, passando por Congonhas até Joaquim Murtinho. Virar à direita na BR 383, passando por São Brás do Suaçuí, Lagoa Dourada até chegar em São João Del Rei. Entrar na BR 265 sentido Rio das Mortes e após passar por São Sebastião da Vitória, virar à direita percorrendo 12 km até Conceição da Barra de Minas.
Rio de Janeiro - BR 040 sentido Belo Horizonte, chegando em Barbacena, entrar à esquerda na BR 265 sentido Barroso, passando por São João Del Rei, São Sebastião da Vitória e virar à direita, percorrendo 12 km até Conceição da Barra de Minas.
São Paulo - BR 381 sentido Belo Horizonte, após passar pela entrada de Nepomuceno, virar à direita na MG 265 (saída 678), passando por Lavras, Itutinga, entradas para os municípios de Camargos e Nazareno. A chegar ao trevo de Conceição da Barra de Minas entre a esquerda, percorrendo 12 km até Conceição da Barra de Minas.

 Turismo

Estando em Conceição da Barra de Minas alguns lugares que você não pode deixar de ir. Esteja aberto para descobrir lugares não inseridos nos guias e roteiros de viagem do município.
    CACHOEIRA DO BUZUCA
  • Cachoeira do Buzuca - Seguir pela estrada sentido São João del-Rei e depois de percorrer aproximadamente 10km, entrar na estrada de terra à direita e seguir mais 2 km
    
    CACHOEIRA DO FLAVITO
    
  • Cachoeira do Flavito - Localizada a aproximadamente 11 km do centro, no sentido à cidade de Ritápolis.
  • Rio das Mortes - (Grande) - Propício para pesca e canoagem.

    IGREJA NOSSA SENHORA DO ROSÁRIO

  • Igreja Nossa Senhora do Rosário - Construída no século XVII pelos escravos para os mesmos freqüentarem, já que não podiam freqüentar a Matriz.
    IGREJA NOSSA SENHORA DA CONCEIÇÃO DE 1726
  • Igreja Nossa Senhora da Conceição - Foi construída em 1726 onde teria sido encontrada a imagem de Nossa Senhora da Conceição por um lenhador. Demolida no início do século XIX e reconstruída no mesmo local. e localizada na principal rua do município, que foi construída seguindo as trilhas deixadas pelos bandeirantes na rota inaugurada por Fernão Dias, que ficou conhecido como Caminho do Sertão ou Caminho Velho.
  • Relógio de Sol - Construído no final do século XIX, de alvenaria e pedra, é dito ser o relógio de sol mais preciso que existe.

    IGREJA DE SANTO ANTONIO

  • Igreja de Santo Antônio - Construída em 1854, por um fazendeiro que teria sido salvo de um acidente em que um carro de boi o atropelou e, ao clamar por Santo Antônio, saiu ileso.
  • Rios e Montes - Na paisagem da região, que é cortada pelo rio das Mortes e pelo ribeirão da Cambaúba, o Alto da Bandeirinha é o ponto de destaque com seus 1.073m de altitude.

 Infraestrutura

O Sistema de ensino do município conta com escolas na zona urbana e na zona rural. Na zona urbana a Escola Estadual Adílio José Borges, a Escola Municipal Joaquim Pinto Lara e a Pré-Escola Pequeno Príncipe abrangem desde o pré-escolar até o 2º grau completo. Já na zona rural, encontram-se escolas nas comunidades de Monjolo, Martins, Pinheiros, Porteira do Paiol, Boa Vista e Pouso Alegre.
Nestas escolas o ensino vai da primeira à quarta série do 1º grau. Os alunos que concluem esta etapa são transportados por veículos da secretaria de ensino do município para estudarem nas escolas da zona urbana.
O município possui cobertura GSM da operadora de telefonia movel Claro e trechos com cobertura parcial da Vivo minas (Telemig Celular).

Bibliografia